sábado, 3 de janeiro de 2009

QUEM REALIZA OS MILAGRES E AS CURAS EM NOSSOS DIAS?

Ao assistir algum dos vídeos neste blog, pause a música que está tocando no painel abaixo. Você também pode colocar para repetir, se desejar. Caso não toque a música, aperte a tecla F5 e aguarde. Grato.
Domingos





QUEM REALIZA OS MILAGRES E AS CURAS EM NOSSOS DIAS?



(O texto que você vai ler a seguir, é um trecho do meu livro DOUTRINAS INTRIGANTES)


Antes de tudo devo dizer que, e
mbora eu tenha entrado em contato com uma Bíblia pela primeira vez através dos Adventistas do sétimo dia (meus parentes), minha conversão deu-se, na verdade quando fui a um congresso da Ass de Deus. Em outras palavras eu quero dizer que nasci no contexto pentecostal, aprendi a ir ao monte, frequentava muitas vigílias, andava muito entre os canelas de fogo, etc., quanto mistério na terra. Mas quando eu pus os meu pés no primeiro seminário daqui de São Paulo (Betel brasileiro), uma professora de teologia disse algo que eu nunca esqueci e aquilo ficou impregnado em minha mente. Ela falava do texto de Mt. 7:15 ao 23. Por favor, leia em sua Bíblia se não tiver conhecimento do referido texto. Ela perguntou: " estas coisas não acontecem no meio pentencostal? (nós, e ela também, éramos pentencostais).

Outrossim, eu não sou totalmente cético em relação a curas de forma alguma, acredito de coração que isso é uma possibilidade dentro da vontade de Deus.


Fui percebendo aos poucos que realmente muita coisa que acontece na liturgia do culto, não está de acordo com a doutrina do NT, como, por exemplo, o uso das línguas na liturgia do culto. Aliás, em minha maneira de entender, as línguas não devem jamais serem tidas como a evidência do batismo com Espírito Santo.

Outra coisa intrigante, não que eu seja totalmente cético no tocante a isso, é o cumprimento literal das palavras de Jesus conforme os textos acima citados, e pouquíssimos pregadores falam sobre isso. Vou continuar colocando mais uma vez outro trecho do meu livro Doutrinas Intrigantes

O texto de Mt 7:15-23 refere-se ao que ocorre em nossos dias?

Jesus realizou muitos milagres e maravilhas quando cumpriu o seu ministério aqui na terra, e antes de concluí-lo ele prometeu aos seus discípulos: “Aquele que crê em mim fará também as obras que tenho realizado. Fará coisas ainda maiores do que estas, porque eu estou indo para o Pai.” (Jo14:12). Os apóstolos realizaram muitos milagres e maravilhas, é verdade, e cremos que os milagres e maravilhas acontecem ainda em nossos dias, mas todas as práticas de ensinamentos da Bíblia devem estar baseadas no que realmente o Senhor ensinou, no entanto, o que muitos não se dão conta hoje é que o mesmo Jesus que disse as palavras acima, também disse as palavras a seguir:

Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas? Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão! Nem todo aquele que me diz: “Senhor”, “Senhor”, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: 'Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?' Então eu lhe direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal!(destaque do autor).

A vontade de Deus consiste em aceitarmos o que ele quer para nós, e não o que o nosso ego quer para nós. Consiste em aceitar o que ele acha viável e não o que nós achamos viável. Quanto a isso podemos ver os seguintes exemplos: Deus não evitou que os três jovens Sadraque, Mesaque e Abedenego fossem lançados na fornalha, mas evitou que se queimassem. Deus não impediu que Daniel fosse lançado na cova dos leões, mas impediu que fosse devorado por eles. Deus não impediu o naufrágio com Paulo, mas impediu que morressem. Jesus não achou viável lançar-se de cima do templo, mesmo sabendo que, se quisesse não sofreria sequer um arranhão, mas achou viável andar por sobre as águas. Judas o traiu uma vez e pagou caro por isso, Pedro, no entanto, o negou três vezes e foi absolvido. Predestinação? Justiça? Quem conhece os desígnios de Deus? Quem pode questioná-lo?

O fato é que Deus não brinca de Deus. O Todo Poderoso não vive esnobando o seu poder na primeira oportunidade que encontra, não faz o que não está de acordo com os seus parâmetros. Queremos a solução de “todos” os nossos problemas financeiros, mas será que é realmente isso o que precisamos?

Há uma grande diferença entre o que precisamos ter e o que queremos ter. O nosso ego insiste em nos impulsionar para satisfazermos a vontade da carne. Deus, entretanto, nos conhece melhor em todos os níveis e quer nos dar o que realmente precisamos. Acabamos entrando na questão da luta entre a carne e o Espírito. Em outras palavras, o conflito entre a vontade do nosso ego e a vontade de Deus. Fazer a vontade de Deus é de suma importância na vida cristã, mas não é tão fácil como se pensa, por isso devemos pedir que Deus nos liberte do nosso ego.

Pregar (ou profetizar), expulsar demônios, orar por cura (s) divina, ou realizações de milagres e maravilhas, são coisas que devem ser feitas dentro da vontade de Deus e não centralizadas na vontade do nosso ego, que nada mais quer do que a satisfação da carne.


Sei que nem todas as pessoas gostam de postagens longas, eu mesmo só leio se entender que vale a pena, mas se você leu até aqui peço que continue, para entender a linha de raciocinio do que escrevo no livro.

Seria sobre isso que o apóstolo Pedro estava se referindo em
2 Pe 2:1-3,9-12?

Ele diz:
No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina destruição. Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade. Em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram. Há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda [...] Vemos, portanto, que o Senhor sabe livrar os piedosos da provação e manter em castigo os ímpios para o dia do juízo, "especialmente os que seguem os desejos impuros da carne e desprezam a autoridade. Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de difamar os seres celestiais”, contudo, nem os anjos, embora sendo maiores em força e poder, fazem acusações injuriosas contra aqueles seres na presença do Senhor."Mas eles difamam o que desconhecem e são como criaturas irracionais, guiadas pelo instinto, nascidas para serem capturadas e destruídas; serão corrompidos pela sua própria corrupção!

Analisemos melhor esta passagem: Observe que os tais mestres surgirão e introduzirão secretamente heresias. Pedro refere-se há um tempo futuro em relação a sua época. A palavra grega traduzida por “secretamente” é “pareisaxousin”, significando a introdução secreta de algo. A idéia é a de introduzir-se, debaixo de algum tipo de cobertura. Introduzir o quê? Heresias, isto é, um falso ensino. Trata-se, portanto, de um ensino camuflado que tem a aparência de verdadeiro e correto de forma que as pessoas mais comuns e menos dadas à investigação não notam a sua sutileza. A coisa chega a tal ponto, que os tais chegam a “negar o Soberano”. Devemos saber que há muitas formas de se negar a Deus ou a Cristo. Pedro, por exemplo, negou que era um dos seus discípulos, a seita dos gnósticos, por outro lado, negava que ele fosse um homem carnal de verdade. O apóstolo Paulo, contudo, nos ensina que é possível negá-lo por meio das nossas obras (Tito 1: 16). Alguns ensinadores Judeus (supostamente cristãos), afirmavam que conheciam a Deus, mas SEUS ATOS negavam isso. De fato, como ensinou Jesus, é pelo fruto que se conhece a árvore (Mt 7:16-20).


Eles conseguirão muitos seguidores (V. 2). Aqui temos uma prova clara de que o simples fato de uma denominação ou uma organização crescer, não significa que, necessariamente, Deus esteja por trás do seu sucesso.

Será difamado o caminho da verdade (V 2). Significa que os atos de tais pregadores ou ensinadores difamarão o evangelho. Todos nós sabemos o quanto as pessoas estão arredias e como criticam os crentes, a igreja e os verdadeiros pastores por causa de alguns “falsos pastores” e pelo que ensinam. Como está difícil levar alguém a Cristo hoje.

"Movidos pela avareza (ARA), ou ambição pelo dinheiro (BLH), tais pregadores farão comércio de vós", ou seja, os crentes, para tais pastores, não passam de números ou cifras. São como peças da máquina de fazer dinheiro. Eles não estão preocupados em pregar o evangelho para salvar almas, nem tão pouco, estão preocupados com a situação espiritual da igreja, apenas em extorquir cada vez mais dinheiro dos que cedem aos seus argumentos falsos. Isso é sério, talvez uma das piores pragas doutrinárias "enxertadas dentro da igreja".


Os explorarão com histórias a BLH acrescenta: inventada. O Novo testamento Judaico também diz "Em sua cobiça, eles os explorarão com histórias inventadas." Certa vez eu ouvi um Reitor me contar que foi a uma denominação e lá viu uma mulher que estava em uma cadeira de rodas. O pastor a chamou à frente orou por ela e o demônio se manifestou. Após expulsá-lo, ela ficou curada passando a andar. Até ai tudo bem, mas ele a encontrou no ponto de ônibus e se pôs a conversar com ela, mas qual não foi a sua surpresa, quando perguntou: “Como é bom receber a cura de Deus, não é irmã?” Ela, surpreendentemente, lhe respondeu: “Que nada! Eu embolsei foi 300,00 (trezentos reais), para fingir tudo aquilo que você viu.” O pastor daquela igreja conta aquela história como se fosse verídica. Imagine quantas pessoas não ficam decepcionadas e desiludidas com o evangelho, por causa destas coisas?

Com suas histórias eles provocando os desejos da carne (v. 8), tais homens seduzem as pessoas prometendo-lhes liberdade, sendo que eles mesmos são escravos da corrupção. Bem, frases do tipo “Se Deus não fizer isso com você, eu deixo de pregar a sua palavra”, “ Todo mundo tem você também dever ter!" "Se você fosse rico deixaria o seu filho na pior? assim é Deus, você é filho dele! exija!", Todo mundo está usando você também tem que usar! Você é filho do Rei!” são muito comuns hoje em dia. Quanto a serem escravos da corrupção.

É interessante observarmos ainda o seguinte: Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de difamar os seres celestiais (NVI, BLH, VFL (v.10). Quando analisamos este versículo à luz do contexto literário, expressão, “seres celestiais”, de fato, perece se referir a espíritos maus*

*O Dr. Simon, professor emérito do NT na Flórida, afirma que a palavra grega traduzida aqui, conforme vimos acima, refere-se a anjos, mas a luz do contexto do versículo 11, entende-se “que não são anjos bons, mas anjos perversos” (Comentário do Novo Testamento. Epístola de Pedro e Judas- v. bibliografia). Também o Dr. Stepehem, presidente e professor de grego nos EUA, diz: “Pedro adverte contra palavras precipitadas e autoconfiantes, mesmo quando relacionadas com os poderes do mal” (Comentário Moody V. 5-)

Se ele estivesse se referindo aos anjos de Deus, não diria nem os anjos" sendo maiores em força e poder, fazem acusações injuriosas contra aqueles seres. Agora veja esta mesma passagem na Bíblia Viva: “Mas os falsos mestres são insensatos não são melhores do que os animais. Eles fazem tudo o que lhes dá vontade; nascidos somente para serem apanhados e mortos riem-se dos espantosos Poderes do inferno, acerca do qual conhecem tão pouco; e serão destruídos juntamente com todos os demônios e poderes do inferno” (destaque meu).

O texto em si, não diz quais tipos de acusações são lançadas sobre tais espíritos, mas se de fato tais palavras obtiverem o caráter profético (surgirão, V.1), pode ser que se refira mesmo a atuação dos falsos profetas de nossos dias. Na verdade deve-se ter cuidado ao lidar com espíritos maus, pois o próprio Judas, irmão de Jesus, nos fala de homens que também “negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor”, os quais “difamam os seres celestiais.” “Contudo nem mesmo o arcanjo Miguel, quando estava disputando com o Diabo acerca do corpo de Moisés, ousou fazer acusação injuriosa contra ele, mas disse: o Senhor te repreenda” (Jd v.9). Judas também diz que tais pessoas difamam os seres celestiais (V. 8).

A forma como ele descreve a atitude do arcanjo Miguel em relação ao Diabo ao repreendê-lo, nos leva a entender que no versículo oito, ele de fato refere-se a espíritos maus. Devemos reconhecer que em nossos dias, há muitos homens que se dizem portadores de grande autoridade sobre os espíritos maus, e os que culpam os demônios por todos os acontecimentos ruins da vida de uma pessoa. Autora do livro Desmascarado, Rita Cabezas, por exemplo, afirma que manifestações de “medo”, “pânico”, hábito de “mentir” ou de “roubar”, bem como as manifestações de dupla ou múltipla personalidade, entre outras coisas, são atuações de espíritos maus na vida da pessoa em que tais coisas aparecem.

Parece até que as pessoas não passam de marionetes, cujas atitudes são controladas pelo mundo espiritual, como se uma pessoa nunca agisse por vontade própria. Se fosse verdade, apenas os demônios e o Diabo deveriam ser julgados e condenados, por usarem, constantemente as pessoas. Elas não deveriam ser responsáveis pelos seus atos.

O fato é que o Diabo age em vários sistemas no mundo e nos tenta em vários estágios. A Bíblia declara que as suas intenções são más e que o seu principal alvo é o ser humano, mas não devemos, contudo atribuir tudo o que ocorre conosco ao Diabo. Por causa disso há quem enxergue mais o Diabo que Deus, fale mais do Diabo que de Deus. Conforme os ensinos do Dr. Mark, devemos ter o cuidado de não desenvolver uma mentalidade espiritual que vê um demônio por trás de cada moita.” 2 A velha natureza do homem e sua inclinação para o mal, aliado ao sistema do mundo, o qual oferece tudo o que a nossa carne quer para sua satisfação, e ainda a operação das forças espirituais do mundo, a carne e o Diabo”, mas não apenas o Diabo, nos induz ao erro.

Voltemos às palavras de Jesus: “Então eu lhe direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal!” (Mt 7:15-23). Quando Jesus diz: Nunca os conheci, não está querendo dizer que não sabia que tais pessoas existiam, pois, como Deus, ele é Onisciente e não há nada que ele não saiba. Fala de relacionamento, isto é, tais pessoas não tinham nenhuma ligação espiritual com ele. Estas coisas, estão acontecendo em nossos dias! O que você tem a dizer a respeito?



Pronto, acabei. Desculpem pela extensão da postagem, mas julgei ser necessário. Espero que leiam e postem vossas opiniões.

Grato.

Clic no link abaixo e participe da nossa comunidade Teologia Ortodoxa.
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=56872458


3 comentários:

Pr. Brandão disse...

Olá companheiro, aqui é o Pastor Brandão(FATESB) e quero parabeniza-lo pelos seus bem sucedidos comentário.

Vamos de fé em fé e vitória em vitória!!!

Um forte abraço

cuidado com o microchip disse...

DOMINGOS BOA TARDE, EM RELAÇÃO AOS MILAGRES ELES AINDA PODEM SER FEITOS POR QUALQUER PESSOA E SOMENTE EM NOME DE JESUS POR AQUELES QUE POSSUEM A FÉ RELACIONADA A CURA ATRAVES DA PALAVRA DE DEUS, QUANDO JESUS DISSE PARA AQUELES QUE CURARAM EM SEU NOME,EXPULSARÃO DEMONIOS EM SEU NOME QUE NÃO OS CONHECIAM, VEJO QUE NA VERDADE O FIZERAM CRENDO EM SUA PALAVRA O QUE NÃO QUER DIZER QUE SERIAM SALVOS POR ISSO,TINHAM FÉ PARA CURAR E EXPULSAR DEMONIOS E NÃO TINHAM FÉ PARA SE SALVAR E POR ESTE MOTIVO SE PERDERAM, SE OS MILAGRES NÃO FOSSEM FEITOS EM NOME DE JESUS ELE O TERIA DITO: MENTIROSOS O QUE NÃO FOI ESTE O CASO, MUITOS HOJE CURAM E EXPULSÃO DEMONIOS MAIS COMO VOCE SABE O QUE É PELOS FRUTOS QUE OS CONHECEMOS E NÃO PELOS DONS. A PAZ , E APROPOSITO NÃO COLOQUE O MICRO CHIP QUANDO FOR USADO PARA COMPRA E VENDA COLOCADO NA MÃO DIREITA OU NA TESTA POIS ELE SERA A MARCA DA BESTA.EV. FRANCISCO

cuidado com o microchip disse...

ev, francisco fcaluvas@gmail.com
entre em contato pr ok?